Grupo Prominas recebe primeira dose de vacinação contra Covid-19

Desde fevereiro de 2020, há pouco mais de um ano, quando surgiram os primeiros casos do Coronavírus no país, a vacinação passou a ser um dos principais desejos da maioria dos brasileiros. E a realidade que, no início de tudo, parecia distante, se concretizou para os colaboradores do Grupo Prominas no mês de junho.

A esperança renasceu para as equipes das Faculdades Prominas e Faculdade Única, quando o Governo de Minas Gerais orientou que as cidades do estado que já houvessem concluído a vacinação de pessoas com comorbidades, avançassem para aplicação em professores e trabalhadores da educação, seguindo a ordem e os critérios do Plano Nacional de Imunização (PNI). 

Desde então, foi iniciado o plano de ação, junto às Secretarias Municipais de Saúde em que as Instituições de ensino estão localizadas. A coordenadora administrativa da Sede em Coronel Fabriciano, Tatiana Gonçalves Fernandes, conta como tudo aconteceu.

“Alguns colaboradores nos procuraram por verificarem junto aos canais abertos de televisão e ao portal governamental oficial que o segmento de ensino já estava incluído no cronograma vacinal. Em seguida, procuramos a Secretaria de Saúde para entender como o processo funcionaria e verificamos que já estávamos incluídos dentro do calendário local”, explicou.

“Após a definição da data em que a vacinação ocorreria, emitimos um comunicado para dar a boa notícia ao time e no dia da imunização trabalhamos com uma logística em que a ação era realizada por setor. Cumprimos todas as normas de segurança, como uso de máscara, distanciamento social e disponibilização do álcool em gel. Sentimos a felicidade e a segurança em muitos rostos”, completa.

Felicidade! Foi justamente esta a palavra que a Júlia Rufino, que desenvolve trabalhos no setor Comercial também na Sede Administrativa, usou para definir o que sentiu ao ser vacinada.

“Eu estou muito feliz, a ação realizada pela nossa entidade me trouxe um alívio. De certa maneira, ser vacinada, ainda pode ser visto como um privilégio, tendo em vista a quantidade de brasileiros que ainda precisam passar por esse processo. Felizmente não perdi pessoas devido à Covid-19, mas acompanhei diversos relatos em jornais de indivíduos que viram entes queridos partirem. Tive medo ao acompanhar os números de casos subindo diariamente e agora enxergo uma luz com a imunização”, expressa.

Para Alana Rocha, que é Assistente de Comunicação das Faculdades Prominas de Montes Claros, uma das componentes do Grupo, a sensação não foi muito diferente.

“Eu estava contando os dias para me vacinar. Quando recebi o e-mail notificando sobre a liberação da vacinação para o nosso time, não aguentei a ansiedade e fui, no mesmo dia, em busca da imunização. Além de me sentir mais segura, me senti também privilegiada e grata por fazer parte da Instituição e desfrutar desse momento que tanto esperei. E o melhor é que esse sentimento com certeza refletiu no clima do nosso ambiente de trabalho, em geral! Todos estavam alegres e entusiasmados. Cada membro que era vacinado ecoava ainda mais a nossa euforia”, demonstra.

 

Por Hellen Patriny

Atualizamos a Política de Privacidade e Termos de Uso do site. Ao continuar navegando, entendemos que você está ciente e de acordo.