Como fazer uma análise SWOT, na prática, da sua empresa?

Como fazer uma análise SWOT na prática da sua empresa

Toda empresa, independentemente do tamanho, necessita desenvolver uma estratégia de gestão e planejamento. Uma boa opção de ferramenta para esse fim é a análise SWOT.

Ela tem como principal objetivo identificar as características chaves de um negócio e do mercado em que atua, e é dividida em duas partes: ambiente interno, onde serão identificados os pontos fortes e as fraquezas da empresa, e o ambiente externo, onde estão as ameaças e oportunidades.

Neste artigo, você irá entender cada ponto dessa ferramenta, e como encaixá-la nos seus planos. Aproveite a leitura!

O que é a análise SWOT?

A análise SWOT é uma ferramenta que faz o diagnóstico da empresa e do mercado, auxilia na tomada de decisão da empresa, aponta o que precisa ser melhorado, identifica itens chaves para a gestão da organização, e faz plano estratégico para aproveitar oportunidades de mercado e resolver problemas e riscos.

O termo SWOT é uma abreviação das palavras em inglês Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). Vamos analisar cada uma delas:

Ambiente interno

Forças e fraquezas estão no ambiente interno da empresa. Ou seja, representam os itens que a empresa tem controle e pode mudar quando precisar. Como, por exemplo: produtos, equipes, preços, localizações e estruturas.

Forças são elementos e características que refletem uma vantagem sobre a concorrência, e no mercado em que atua. 

  • um restaurante que tem uma ótima localização, no centro de uma cidade turística, pode ser considerada como uma força;
  • Uma doceria que possui a melhor confeiteira do país, também é uma força;

Fraquezas são as características e componentes do ambiente interno que prejudicam a sua empresa em relação à concorrência, e ao mercado em que atua. 

Como, por exemplo, um comércio de aluguel de carros que tem veículos muito antigos, e que apresentam problemas diversas vezes. Isso é uma fraqueza, pois prejudica a reputação dessa empresa, além de gerar mais custos para manutenção. 

Outro exemplo é um hotel que possui uma equipe desinteressada pelo trabalho. 

Nesses exemplos, as empresas têm um controle sobre essas fraquezas, e podem tentar mudar isso de alguma forma.

Ambiente externo

Oportunidades e ameaças são encontrados no ambiente externo da sua empresa. Pode-se citar, como exemplo, clima, taxa de juros, mudanças de legislação, câmbio, desastres naturais, crises econômicas e eleições.

Oportunidades

Você pode aproveitar as oportunidades para se proteger das possíveis ameaças. Sempre que um fator externo cria um cenário favorável para a empresa, forma-se uma oportunidade. 

A título de exemplo, imagine uma empresa que produz canudos biodegradáveis, e o governo divulga que será proibida a venda de canudos de plástico. 

Uma ótima oportunidade para essa companhia aumentar as vendas, já que o seu produto segue as novas regras impostas pelo Estado, enquanto talvez a maioria dos concorrentes, não.

Ameaças

São todos os elementos e conjunturas que criam um ambiente desfavorável para a empresa, e sobre os quais não há controle.

Como, por exemplo, o aumento do preço da carne é uma ameaça para os açougues. Assim como o aumento de pancadas de chuva numa cidade com praias paradisíacas é uma ameaça para hotéis e pousadas.

Quando você aplicar a análise SWOT para a sua empresa, você estará munido com uma estratégia sólida para priorizar o trabalho que precisa ser feito. Tanto para consolidar, como para expandir os seus negócios.

Além disso, você pode pensar também que já sabe tudo o que precisa ser feito para fazer a sua empresa ter sucesso. 

Porém, a análise SWOT te forçará a analisar a sua empresa de novas maneiras e de pontos de vista diferentes. Através dela, você verá pontos fortes e fracos e como poderá utilizá-los para aproveitar as oportunidades, e se proteger das ameaças existentes no seu mercado.

Quem deve estar envolvido em uma análise SWOT

Para que uma análise SWOT seja eficaz, os líderes da empresa precisam estar profundamente envolvidos.

Esta não é uma tarefa que pode ser delegada para qualquer pessoa da empresa. Mas, os líderes da empresa não devem fazer o trabalho sozinho. 

Para obter melhores resultados, o ideal é reunir um grupo de pessoas com diferentes perspectivas sobre a empresa. Posteriormente, selecione aqueles que possam representar diferentes aspectos da sua empresa.

Como, por exemplo, um profissional responsável pela área do produto, marketing e vendas, finanças, recursos humanos e outras áreas. Quanto mais diferente o perfil das pessoas selecionadas, melhor o desenvolvimento da SWOT.

Quando usar a análise SWOT

A análise SWOT pode ser feita a qualquer momento em que as empresas acharem necessário, mas é sempre bom ter essa ferramenta atualizada. Dessa maneira, você estará bem mais preparado e planejado para o alinhamento do seu negócio.

Startups

Para quem está começando startups, uma análise SWOT faz parte do processo de planejamento de negócios. Isso ajudará a desenhar uma estratégia para que você comece com o pé direito e saiba o rumo que seguir, porque ela vai te ajudar, e muito, a enxergar a sua empresa de uma maneira mais ampla, e identificar muitos pontos importantes para você ter uma tomada de decisão mais assertiva.

Além disso, as empresas já existentes podem usar uma análise SWOT para avaliar a sua situação atual e determinar uma estratégia para avançar.

O que fazer depois que preencher a análise SWOT?

Com a sua análise SWOT completa, você está pronto para convertê-la em uma estratégia real. Afinal, o exercício é sobre uma produção de uma estratégia que você pode trabalhar durante os próximos meses.

O primeiro passo é olhar para as suas forças e descobrir como você pode utilizá-la para aproveitar as suas oportunidades. E então, veja como as suas forças podem combater as ameaças que estão no mercado. Além disso, analise como as suas fraquezas podem atrapalhar e avalie como elas podem ser melhoradas.

Em suma, essa análise para produzir uma lista de ações que você pode e deve executar, é essencial para a sua empresa.

Agora, se quiser aprender mais, leia o nosso post sobre planejamento estratégico. O artigo está completo e expõe vários detalhes interessantes. Confira!

Atualizamos a Política de Privacidade e Termos de Uso do site. Ao continuar navegando, entendemos que você está ciente e de acordo.