Saltar links

Nova CIPA é empossada nas Faculdades Prominas de Montes Claros

“Creio que quanto mais diversificados  forem os componentes da gestão, melhor será o resultado”

Por Hellen Patriny

Nessa quarta-feira (16), foi realizada pelas Faculdades Prominas de Montes Claros a cerimônia de posse da 2º Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), que vai vigorar de agosto de 2020 à agosto de 2021. Durante o evento a nova Comissão – composta por quatro colaboradores eleitos mediante votação e outros quatro designados pela atual gestora de unidade, Lívia Alves de Assis – foi apresentada a todos os demais integrantes da Entidade.

A presidente do mandato, Cristiane Oliveira Neves de Almeida, que desenvolve atividades no setor Recursos Humanos e Departamento Pessoal, explicou um pouco sobre o que é a iniciativa e qual a sua função.

“A CIPA é composta por membros da própria empresa – representantes do empregador e dos empregados – ela objetiva a prevenção de acidentes do trabalho, observando a maneira com que cada colaborador trabalha e orientando em situações identificadas como de risco. Além disso, seus menbros também devem se atentar a infraestrutura do âmbito empresarial, para que as reparações necessárias sejam feitas e as devidas preucações tomadas. Sua missão é a preservação da saúde e da integridade física dos trabalhadores e de todos aqueles que interagem a Instituição”, afirma.

Nessa vigência,  temos uma novidade, pela primeira vez uma docente fará parte da Comissão. Seu nome é Luma Soares Costa e ela é responsável pela coordenação do curso de Engenharia Civil da faculdade local. Sua candidatura veio após um curso de especialização.

“A motivação surgiu após a realização de uma pós em Engenharia de Segurança do Trabalho nesse ano. Com todo o conhecimento adquirido foi possível enxergar com mais clareza a importância do papel da CIPA dentro de uma empresa, e o tanto que é fundamental a participação dos colaboradores para uma gestão eficiente”, expõe.

Ao ser questionada, a educadora fala sobre o envolvimento de demais setores em atividades como essa.

“No momento em que trabalhamos e temos o objetivo comum de melhorar continuamente o ambiente de trabalho e proporcionar uma qualidade de vida para os nossos colegas, creio que quanto mais diversificados forem os componentes da gestão, melhor será o resultado. Nessa nova etapa foi possível ter representantes de quase todos os setores da instituição, inclusive do corpo docente, sendo esse composto por um número significativo de colaboradores. Com isso, conseguiremos deixar esses colaboradores mais próximos da CIPA e fazer com que todos enxerguem o quanto essa Comissão é importante para toda a organização”, explana.

Luma concluiu sua análise com as suas expectativas para o ano de trabalho dentro da CIPA.

“Começamos esse mandato em meio a uma pandemia, logo a responsabilidade em relação a segurança e o bem-estar do trabalhador é maior do que em tempos normais. Sendo necessário que os componentes da gestão procurem cada vez mais se capacitar, que os objetivos estejam claros para todos, que sejamos proativos, responsáveis e organizados. E assim será possível, ter um sistema que realmente previna acidentes e doenças do trabalho, além de estimular a saúde e a qualidade de vida do trabalhador”, completa.